terça-feira, 1 de outubro de 2013

INHAME-CARÁ

No sitio onde vivo sempre cultivei inhame-cará, é um tubérculo delicioso, além do que exige pouco trato cultural. (Comentario do Escriba Valdemir Mota de Menezes)

000000000000000000000000

Inhame
Texto João Mathias
Consultor Almir Dias Alves da Silva*



Raio X
SOLO: arenoso, profundo, bem drenado e fértil
CLIMA: temperatura entre 24 e 30 graus
ÁREA MÍNIMA: pode ser plantado até em jardineiras
COLHEITA: sete meses após o plantio
CUSTO: a arroba vale de 20 a 25 reais
Mãos à obra
Rústica, a planta tolera bem o calor e o clima úmido
INÍCIO - o bom desenvolvimento do inhame depende da qualidade da muda adquirida ou da túbera-semente - estrutura da qual se propagam as raízes. Por isso, para iniciar a atividade, compre exemplares de produtores idôneos. Mesmo assim, assegure-se de que não estejam doentes ou sofreram ataques de pragas, se vêm de culturas bem produzidas e se a variedade apresenta potencial produtivo. Fevereiro e abril são os melhores meses para se conseguir mudas para plantios de sequeiro (sem irrigação) no Nordeste. Se a idéia for adotar o cultivo irrigado, o que ocorre a partir de setembro, procure pelas ofertas de julho a agosto.
PLANTIO - primeiramente, faça aração e gradagem do solo. O terreno deve ser arenoso, profundo, bem drenado, rico em matéria orgânica e com pH de 5,5 a 6. A época para se plantar inhame depende da disponibilidade de irrigação. Onde há boa incidência de chuva, o cultivo deve ser realizado no início da estação das águas. A recomendação é se concentrar entre setembro e outubro para plantações irrigadas.
AMBIENTE - dê preferência para plantar inhame em regiões onde o clima é quente e úmido, com temperatura média entre 24 e 30 graus. Para o bom desenvolvimento da cultura, a umidade relativa do ar deve variar de 60% a 70% e a quantidade anual de chuva, entre 1.000 e 1.600 milímetros.
MATUMBOS - o cultivo de inhame em plantios domésticos é feito em covas altas, os matumbos. Utilize uma enxada manual para cavar uma área de 40 x 40 centímetros em matumbos de cerca de 30 centímetros de altura. No alto e no centro da cova, acomode a muda a dez centímetros de profundidade. Deixe 1,2 x 0,8 metro ou 1,0 x 0,8 metro de espaçamento.
CUIDADOS - pragas e doenças podem atacar o plantio de inhame. A lagarta da folhagem e a broca do caule são duas ameaças à cultura. Entre as enfermidades mais freqüentes estão a queima da folhagem, a podridão verde e a casca preta.
VARIEDADES - há diversos cultivares de inhame que são comestíveis. Entre os principais podem ser citados o são-tomé e o sorocaba, além do cará-da-costa edo cará-mandioca, que, apesar dos nomes, referem-se mesmo ao inhame.
PRODUÇÃO -
 o ciclo de produção do inhame é de aproximadamente 270 dias - quando ele atinge a maturação completa. Se as folhas da parte superior da planta apresentarem amarelamento e ficarem secas, é sinal que o inhame está pronto para ser colhido.
CAPAÇÃO - para fazer a capação, processo de retirada da túbera comercial - ou o inhame formado -, 210 dias de plantio são suficientes. Corte com uma foice pequena e com cuidado a planta na altura do ligamento com a raiz. Em seguida, feche o matumbo com uma puxada de terra para a produção das túberas-sementes que serão utilizadas no próximo plantio.

* Almir Dias Alves da Silva é pesquisador do IPA - Instituto Agronômico de Pernambuco, Estação Experimental de Itapirema, Goiana, PE, tel. (81) 3610-1004, almir@ipa.br
Onde comprar: os fornecedores de túberas-sementes de inhames são, em geral, agricultores familiares que conseguem a matéria-prima por meio do método de capação. O material pode ser encontrado em associações de produtores de inhame em cidades pernambucanas como Condado, Bonito, Goiana e Barra de Guabiraga. No estado da Paraíba, há fornecimento nos municípios de Conde e Alhandra
Mais informações: Embrapa Hortaliças - Centro Nacional de Pesquisa de Hortaliças, Rodovia Brasília-Anápolis, BR-060, Km 9, Gama, DF, Caixa Postal 218, CEP 70359-970, tel. (61) 3385-9000, sac.hortalicas@embrapa.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário